Cônsul e Senior Trade Commissioner, Elise Racicot, do Consulado do Canadá


Os professores e estudantes do curso de Relações Internacionais tiverem uma conversa com a  Sra. Elise Racicot (30/05), Consul e Senior Trade Commissioner, do Consulado do Canadá.

A Sra. Racicot já ocupou por 3 vezes cargos no Brasil. Primeiro, como Cônsul e Gerente do Programa Comercial no Consulado Geral do Canadá em São Paulo; depois como Chefe de Missão e Diretora do Escritório de Quebec em São Paulo, com mandato para desenvolver relações comerciais, culturais, políticas e de migração para a província no Brasil; e finalmente, como Sr. Trade Commissioner para o Brasil, liderando o Canadian Trade Program composto pelos 6 escritórios canadenses em todo o Brasil.

Sua primeira missão diplomática em 2004 fez dela a primeira mulher canadense a ser Trade Commissioner e Vice-Cônsul do Canadá na República Islâmica do Irã. Ela também trabalhou em Teerã como agente de vistos durante dois anos.

Antes de ingressar no Serviço Externo, ela trabalhou na área de comunicações com uma variedade de mandatos para organizações não-governamentais interamericanas, atuando em desenvolvimento internacional, promoção da educação, direitos das mulheres, inclusão, diversidade e questões de gênero.

Na sua fala a Sra. Racicot tratou sobre a política de internacionalização das empresas canadenses, não apenas com foco nas grandes empresas, mas também nas pequenas e médias empresas. Também apresentou as diretrizes da política de desenvolvimento econômico do Canadá que, nos últimos anos, apoia a expansão de clusters em cinco áreas: inteligência artificial, transformação digital, produção industrial, proteína e oceanos. Nestas áreas, como outras tradicionais, o governo canadense esforça-se para que as empresas pequenas e médias ganhem maior competitividade internacional.

A nova dinâmica do comércio foi apontada com desafios para a ampliação do fluxo de comércio e a pauta de diversificação de acordos comerciais. Por outro lado, meio ambiente, suporte às mulheres empreendedoras e uso da tecnologia são temas que ganham cada vez mais destaque na atuação canadense no comércio internacional.

Além das relações bilaterais com o Brasil, a Sra. Racicot tratou das negociações entre Mercosul e Canadá. Na sua visão, as negociações avançaram nos últimos meses e com maior disposição política dos parceiros em alcançar os resultados. No entanto, o calendário eleitoral canadense deverá, na sua perspectiva, atrasar as negociações a partir do 2º semestre de 2019.

Os estudantes  também tiveram oportunidade de perguntar sobre as relações do Canadá com os Estados Unidos, os ganhos e perdas na renegociação do Nafta (UMSCA), bem como o impacto da imigração na economia canadense.

O evento foi realizado pelo Curso de Relações Internacionais em parceria com o Núcleo de Estudos e Negócios Americanos (NENAM). Estiveram presentes @s [email protected] Marcelo Zorovich, Denilde Holzahacker, Alexandre Uehara e Suzane Strehlau.

 

Conheça também...